Como fazer debug de um plugin e atividade customizada no CRM On-Premise

by Pedro Azevedo 4. December 2014 02:23

Boas pessoal,

Vou continuar a série de fazer debug. Até agora abordamos como realizar debug sobre plugins online e em Web Resources. De referir que a prática que usamos no CRM Online pode-se usar no on-premise também.

Hoje quero falar sobre fazer debug em plugins num ambiente on-premise, que vai permitir realizar um debug em real-time. Para ser mais exato este procedimento é para código servidor, ou seja, tanto dá para plugins como para atividades workflow.

A primeira premissa é termos a nossa DLL do plugin ou da atividade de workflow e o ficheiro PDB (contém informações para realizar debug). Temos que colocar estes dois ficheiros na pasta: “<pasta de instalação>\Microsoft CRM\server\bin\assembly” (C:\Program Files\Microsoft CRM\server\bin\assembly), nesta pasta também devem ser todas as DLLs que se dependa a não ser que estas estejam registadas no GAC.

Uma vez que temos estes ficheiros podemos chegar ao nosso servidor de desenvolvimento e com o projeto do plugin aberto anexarmos um destes processos:

  • w3wp.exe para os plugins síncronos;
  • Microsoft.Crm.Application.Hoster.exe para quando temos uma ligação offline através do Outlook.
  • CrmAsyncService.exe quando se trata de um plugin assíncrono ou uma atividade workflow
  • Microsoft.Crm.Sandbox.WorkerProcess.exe quando temos o plugin registado no modo sandbox.

Vejam a seguir alguns screenshots de como fazer attach a alguns dos processos acima:

Com esta configuração o próximo plugin ou atividade de workflow irá parar no breakpoint definido.

As vezes pode ser frustrante porque o breakpoint não é ativado. Quando isto acontece podemos seguir uma espécie de checklist:

  1. Reset ao IIS (diretamente no IIS ou na linha de comandos escrever iisreset)
  2. Se for uma atividade de workflow ou plugin assíncrono, restaurar o serviço Assync do CRM
  3. Recompilar (em vez de Rebuild, podemos efetuar também o clean) o projeto do plugin ou atividade workflow
  4. Colocar a DLL e o PDB na pasta referida
  5. Registar o assembly pelo Registration Tool
  6. No Visual Studio colocar o breakpoint e anexar os processos referidos.

 

Se no Visual Studio se houver a seguinte mensagem sobre o breakpoint, quer dizer que temos que efetuar a lista acima:

Se o breakpoint apresentar a mensagem a seguir não se preocupem que em principio ele para no breakpoint:

E aqui está um exemplo, neste caso este plugin é lançado aquando da criação de um cliente:

Esta estratégia funciona bem nos ambientes de desenvolvimento, onde temos o visual studio instalado na mesma máquina onde está o servidor de CRM. Caso não tenhamos este cenário necessitamos de um auxiliar que é o Remote Debugger instalado. Podem ver aqui um bom artigo para auxiliar a sua instalação. Depois de estar instalado o Remote Debugger é colocarmos no campo Qualifier o nome do servidor.

 

PS: A versão do CRM usado neste post foi o CRM 2011 com o VS 2010, mas em outros ambientes é praticamente igual.

 

Até a próxima.

Tags: , , ,

Add comment

  Country flag

biuquote
  • Comment
  • Preview
Loading

About

Muito bem casado, Pai babado e um gosto muito grande pela tecnologia.

Tenho um lema "Sharing is Learning"

Mais aqui -> http://www.psazevedo.com

Month List