Gráficos no Microsoft Dynamics CRM

by Pedro Azevedo 12. October 2014 16:53

Boas pessoal,

Os fóruns de discussão têm servido de inspiração para posts que tenho realizado no blog e este não é exceção, numa thread recente foi colocada uma questão sobre os gráficos, a questão envolvia mexermos diretamente no XML e mesmo assim não consegui dar uma resposta válida, na minha opinião por limitação desta funcionalidade que apareceu no CRM 2011. Este será um post introdutório e em próximos posts explorarmos mais esta funcionalidade.

Como já referi a possibilidade de criarmos gráficos surgiu na versão 2011, onde nos possibilita de criarmos um gráfico com base num conjunto de registos, esta funcionalidade é muito poderosa pois permite-nos realizar drill-down, ver quais os registos que estão por base para aquele gráfico, mas vamos ver estes detalhes todos neste conjunto de posts.

Para começar vamos ver como acedemos a esta funcionalidade, numa lista qualquer temos uma barra lateral para abrirmos os gráficos:

Esta barra é customizável pela barra de comandos, em que podemos fixar a barra e desligar a barra de gráficos para esta entidade:

Para vermos os gráficos basta carregar sobre a barra para ela abrir:

 

Para algumas entidades já existem alguns gráficos pré-definidos, mas por exemplo para as entidades customizadas não vamos ver nenhum gráfico por defeito. De referir também que os dados que estamos a visualizar correspondem a vista que está selecionada e não para os registos todos.

Para além dos gráficos ainda podemos ver um mapa e já agora com o gráfico ancorado no topo:

 

Como opções sobre os gráficos e começando do lado esquerdo para o direito, temo um selector para escolher o relatório já gravados, depois nos ícones temos a opção de adicionar um novo gráfico, expandir ou fechar o gráfico, gravar alguma alteração e importar ou exportar o gráfico.

Neste post vamos entrar apenas na criação de gráficos:

Este é o aspecto da criação de um gráfico, temos a possibilidade de dar um nome a este gráfico, temos uma área para pré-visualizarmos os dados e depois uma área para configurarmos o gráfico:

 

 

Temos vários tipos de gráficos: colunas; barras; área; linha; circular e funil. Dentro dos três primeiros ainda temos mais três opções: “normal”, empilhado e empilhado a 100%.

Para além do tipo de gráfico podemos configurar se queremos aplicar regras para obter por x elementos superiores ou inferiores e temos por defeito as seguintes opções: 3, 5 ou um número personalizado. De referir também a última opção que vai limpar estas regras. Estas regras são úteis sobretudo quando temos muitos valores e para fixarmos um alvo concreto.

Estas opções estão disponibilizadas na configuração de uma série, onde podemos adicionar novas séries, para configurarmos temos que escolher o campo e depois qual a função de agregação que queremos aplicar:

Depois de selecionar o campo é disponibilizado opções de qual a operação de agregação que se quer aplicar, neste caso temos um campo de texto selecionado e por essa razão as operações numéricas não podem ser aplicadas. De notar a diferença entre a Contagem tudo e Não-Vazio em que a opção Não-Vazio não conta os elementos que não têm valor aplicado nesse campo.

Se escolhermos um campo do tipo data temos mais algumas opções:

 

Aqui podemos partir a data em partes do ano.

Por fim não se esqueçam de colocar uma descrição para o gráfico, dá sempre jeito para percebermos qual o seu objetivo ainda mais quando temos uma configuração importada, como vamos ver mais a frente o que vamos configurar no XML não será visível.

Depois de criarmos um gráfico, tal como acontece com as vistas não fica disponibilizado para toda a organização, por isso ficamos com outras opções sobre os gráficos “locais”:

Como podemos observar temos agora opção de editar, eliminar, atribuir e partilhar que não temos sobre um gráfico de sistema.

Vamos apenas ver um pequeno exemplo, onde queremos saber o total do orçamento por classificação por cada Oportunidade Potencial

Como podem ver estou ainda a configurar e já estou a pré-visualizar os resultados. Estes resultados são fidignos, vejam a visualização do gráfico para um utilizador:

Para criar um gráfico de sistema teremos que ir as customizações, aqui temos praticamente as mesmas opções:

Nas customizações para além de podermos criar novos gráficos podemos editar os gráficos existentes de sistema.

Este post teve como grande objetivo mostrar a configuração básica, como podem ver não temos muitas opções. Nos próximos para além da edição do XML vamos ver por exemplo onde podemos utilizar os gráficos.

 

PS: Para este post utilizei o Microsoft Dynamics CRM Online, mas os conceitos são idênticos para o CRM 2011, apenas com outra interface.

 

Até a próxima.

Tags: , , , ,

About

Muito bem casado, Pai babado e um gosto muito grande pela tecnologia.

Tenho um lema "Sharing is Learning"

Mais aqui -> http://www.psazevedo.com

Month List